História

1975

A Fundação Torino é instituída, com o objetivo de garantir a continuidade dos estudos dos filhos dos funcionários italianos do Grupo Fiat, através de uma parceria com o governo italiano. Neste período, a Escola era constituída pela Scuola Elementare (1ª a 5ª série), Scuola Media (6ª a 8ª série) e Liceo (ensino médio), com currículo e calendário europeus e autorização do MEC.

1988

É criado o Centro de Língua e Cultura Italiana, para atender a uma demanda crescente da comunidade local pelo conhecimento da história, cultura e modo de vida do povo italiano.

1992

A Instituição passa a ser bicultural, com reconhecimento oficial da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais e do governo da Itália, momento em que começa a funcionar a Scuola Materna, para crianças de até cinco anos. No mesmo ano, é assinado um protocolo de colaboração técnico-científico da Universidade de Perugia para aplicação dos títulos de proficiência no idioma: Celi III e Celi V.

1995

A Fundação Torino abre Ensino Médio Técnico com o curso de formação gerencial em Administração, chamado ITC – Istituto Tecnico Commerciale.

1999

Em janeiro, iniciam-se as atividades em sua sede própria, no Bairro Belvedere. No mesmo ano, é criado o Istituto Tecnico Turistico (ITT), com o objetivo de promover a formação de profissionais para atuar na área e desenvolver projetos de aproveitamento do potencial turístico.

2005

A Fundação Torino adota uma nova marca, que reforça seu papel de escola internacional para formação de cidadãos do mundo. A imagem do cavaleiro medieval, cuja estátua está localizada em Turim e que acompanhou a escola desde sua criação, dá lugar à estilização das iniciais da escola abraçando o globo terrestre.

2009

A escola atinge a marca de 1000 alunos. O crescimento não significa deixar de lado o comprometimento com a educação nem o cuidado com os alunos, mas mostra o reconhecimento da Fundação como referência em escola internacional em Belo Horizonte.

2010

O Centro de Língua e Cultura Italiana chega a outras regiões de Belo Horizonte através da expansão para os bairros Savassi e Santo Agostinho.

2011

A Fundação Torino se rende completamente à tecnologia, aproveitando-a ao máximo como ferramenta de apoio na educação. São instaladas lousas eletrônicas em algumas salas; computadores e projetores em todas as salas de aula da Scuola Superiore, com projeto de extensão para a Scuola Media; a Internet wireless é disponibilizada em toda a escola; catracas biométricas dão acesso à escola; o sistema de saída é digital e processo de matrícula on-line.