Notícias

Atentado Poético chega à 15ª edição e dá início ao mais novo circuito literário de BH

A Fundação Torino Escola Internacional comemora os 15 anos do seu projeto artístico-cultural, Atentado Poético, transformando-o em um Circuito Literário. Tendo o livro como homenageado e tema central de todas as atividades, a instituição preparou uma programação variada que envolve desde oficinas, que abordam as etapas do processo de criação e produção de uma obra literária, até uma grande Feira de editoras com diversas atrações voltadas ao público infanto-juvenil. O I Circuito Literário Fundação Torino será realizado no dia 24 de março, a partir das 9h, na rua Jornalista Djalma Andrade, 1300, Belvedere, aberto ao público e com entrada gratuita.

A proposta do Circuito Literário é reunir os alunos e toda a comunidade em um evento que contará com sarau poético-musical, mostra de curtas, editoras convidadas, arte gráfica, exposições, contação de histórias, literatura digital e bate-papo com autores e autoras de literatura jovem.

“Em 2018, o Atentado Poético faz 15 anos, achamos que era o momento de ampliá-lo e transformá-lo em um Circuito Literário. Após uma fase de intensa experimentação de linguagens, o projeto reencontra suas origens na literatura. Ao longo de todos esses anos, já trabalhamos as artes plásticas, a música, a arte pública, a fotografia e até a cidade já foi tema do projeto. O diálogo com temas da contemporaneidade continuará a existir, mas sempre pelo viés literário,” explica a coordenadora do projeto, Daniela Guimarães Mendes.

Como parte das atividades comemorativas do Atentado Poético e da inauguração do seu I Circuito Literário, a Fundação Torino ofereceu aos alunos a oportunidade de conhecer e vivenciar algumas etapas do processo de criação e produção de um livro, por meio de oficinas ministradas por profissionais de grande reconhecimento em suas áreas de atuação: Nelson Cruz e Angelo Abu, respeitados ilustradores no mercado editorial brasileiro e internacional, estiveram à frente das oficinas de ilustração; as escritoras Flavia Peret e Mariana Zande, também professoras do Curso de Estratégias Narrativas, foram as responsáveis pelas oficinas de Escrita Criativa; Flavio Vignolli, conhecido produtor de artes gráficas em BH, proprietário da Tipografia do Zé, ministrou a oficina de tipografia e Alice Gontijo e Ana Paula Garcia, artistas gráficas e pesquisadoras das artes do livro, conduziram as oficinas de encadernação artística.

***

PROGRAMAÇÃO

FEIRA DE LITERATURA _ no salão eventos
9h às 10h45 – “No spoiler” – Feira de Literatura dos alunos do PIE, II e III Media
Entre clássicos e sucessos contemporâneos, os alunos prepararam 60 apresentações criativas e interativas sobre os livros escolhidos.

 

ROOFTOP CULTURAL _nas varandas do 3º andar

10h45 – “Clássicos para apressadinhos” – I Media (curtas apresentações sobre três clássicos da literatura: Aventuras de Tom Sawyer, Ilíada e Dom Quixote).
11h – 12h15 – Sarau poético-musical – apresentações dos alunos da Scuola Superiore.

9h às 12h – Piquenique literário

De olho no Atentado – mostra de monóculos com fotos de edições antigas.

 

 

“QUEM CONTA UM CONTO AUMENTA UM PONTO!” _no auditório
Contação de histórias para os alunos da Elementare e Materna
8h30 às 9h / 9h15 às 9h45 / 10h às 10h30 / 10h45 às 11h15

MOSTRA “CURTA OS CURTAS” _no auditório
12h15 – Apresentação de curtas-metragens produzidos pelos alunos da Fundação Torino e de vídeos de edições antigas do Atentado Poético).

EDIÇÃO ESPECIAL DO DIVINAS CONVERSAS – LITERATURA JOVEM_no auditório
13h15 – 15h15 – Participação dos escritores: Lavínia Rocha, Marcos Motta e Paula Pimenta
15h15 às 16h – Mesa de autógrafos com os escritores convidados

 

 

SALÃO DAS EDITORAS_ no foyer
Presença de várias editoras convidadas: Quartoamado, Lote 42, Coletivo Mofo, Funil, Banca Gonçalves, Tipografia do Zé, Um poema por dia, Aletria, Mazza Edições, Livraria SBS, Miguilim, Livraria da Rua, Autêntica, Magia dos Livros, Grupo Lê, Bamboleio, Entrecampo, Pen e Paper.


OUTRAS ATRAÇÕES

Exposição fotográfica Atentado Poético 15 X 22
Impressão de carimbos em 3D
Coletivo Ha Ha Ha
Carteiros poetas


PARA MATAR A FOME

O Compoteiro
Morada Mexicana
Meu Brigadeiro
Tiki Bike

***

Sarau Especial: Grupo Galpão apresenta “Os Gigantes da Montanha” na Casa Fiat de Cultura.

Grupo Galpão apresenta sarau especial de Os Gigantes da Montanha na Casa Fiat de Cultura,em comemoração aos 120 anos de Belo Horizonte

​​Apresentação gratuita traz recorte com as canções italianas do repertório do espetáculo, dirigido por Gabriel Villela

Em comemoração aos 120 anos de Belo Horizonte, no dia 12 de dezembro, o Grupo Galpão apresenta um sarau especial do espetáculo Os Gigantes da Montanha, clássico de Luigi Pirandello, na Casa Fiat de Cultura. O grande sucesso de público e crítica no repertório de 35 anos do grupo teatral, que estreou em 2013 com direção de Gabriel Villela, será apresentado em formato de sarau, com início às 19h e uma seleção musical de aproximadamente 30 minutos. O público conhecerá tradicionais canções italianas presentes no repertório da peça. A entrada é gratuita e a classificação é livre. Não haverá distribuição de ingresso ou senha, com espaço sujeito à lotação, por isso, é importante chegar cedo.

O evento também marca a parceria entre Grupo Galpão, Casa Fiat de Cultura, Fundação Torino e Consulado da Itália, que celebra três grandes momentos: 120 anos de Belo Horizonte, 35 anos do Grupo Galpão e 150 anos de nascimento do consagrado poeta e dramaturgo Pirandello. “Ser um portal de acesso à cultura italiana é uma das principais vocações desta Casa, desde sua inauguração. Nesta ocasião tão importante, em que comemoramos os 120 anos de BH, temos o prazer de trazer a nosso público a italianidade de Luigi Pirandello, junto à mineiridade do Grupo Galpão”, afirma o presidente da Casa Fiat de Cultura, José Eduardo de Lima Pereira.

A iniciativa resultará na publicação de uma HQ do espetáculo, a ser lançada em 2018. “Depois de uma apresentação de “Os Gigantes da Montanha” na Praça Roosevelt, em São Paulo, fomos surpreendidos com os belos desenhos do ilustrador Carlos Avelino. A força teatral do seu traço levou Inês Peixoto a idealizar e propor a criação de uma HQ da nossa adaptação da peça para o teatro de rua”, afirma o ator e diretor artístico do Galpão, Eduardo Moreira que conta ainda o objetivo principal do projeto, levar a força e a beleza da obra de Pirandello para um público novo e jovem.

O Grupo Galpão tem o patrocínio da Petrobras, e a iniciativa é uma realização da Casa Fiat de Cultura, com patrocínio de Fiat Chrysler Automóveis (FCA), CNH Industrial Capital, Banco Fidis, Fiat Chrysler Finanças, New Holland Construction, Banco Safra e Verde Urbanismo, e apoio d​o Consulado da Itália em Belo Horizonte, Fundação Torino Escola Internacional,​ Circuito Liberdade, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha), Governo de Minas e Governo Federal.

Sarau Os Gigantes da Montanha

A fábula Os Gigantes da Montanha narra a chegada de uma companhia teatral decadente a uma vila mágica, povoada por fantasmas e governada pelo Mago Cotrone. Gabriel Villela e o Galpão experimentam a música, ao vivo, tocada e cantada pelos atores, como um elemento fundamental na tradução do universo da fábula para o teatro popular de rua. Atemporal, o espetáculo convida o público a um mergulho teatral e musical, que funde e sintetiza o brasileiro com o universal, o erudito com o popular, a tradição com a vanguarda. Na versão sarau, trechos do texto do autor, o dramaturgo italiano Pirandello, misturam-se ao repertório musical que reúne árias e canções italianas, misturando o popular e o moderno. “Ciao Amore”, “Bella Ciao” e outras músicas ganham novos arranjos e coloridos para ambientar a atmosfera onírica de Os Gigantes da Montanha.

Galpão e Petrobras

Há 15 anos, o Grupo Galpão conta com o patrocínio da Petrobras. Foram muitos espetáculos montados, temporadas nacionais, turnês por todas as regiões do Brasil e presença em festivais proporcionados por essa parceria. Em 2017, a Petrobras continua apostando no compromisso do Galpão: reinventar a vida através da arte, possibilitando ao maior número de pessoas a vivência do teatro como alegria e transformação.

Casa Fiat de Cultura

Há 11 anos, a Casa Fiat de Cultura cumpre importante papel na transformação do cenário cultural mineiro ao apresentar uma programação diversificada, que oferece ao público um novo olhar sobre a arte e a oportunidade de aprender o fazer artístico.  Além de exposições, que apresentam acervos de grandes coleções do Brasil e do mundo, a instituição também realiza ateliês, concertos de música, cursos e palestras. Mais de 2 milhões de pessoas já visitaram a Casa Fiat de Cultura e mais de 300 mil pessoas participaram de suas atividades educativas. Para cada público, uma abordagem especial é adotada, com o intuito de encantar e transformar, de maneira positiva, a experiência de cada visitante.

Quartas Italianas: “A música no Renascimento: Palestrina e a Escola Romana”

MÚSICA RENASCENTISTA ITALIANA É TEMA DO ÚLTIMO “QUARTAS ITALIANAS” DO ANO, NA CASA FIAT DE CULTURA

Musicista e professora da Fundação Torino, Clarissa Sodano, fala sobre a contribuição dos renascentistas para o mundo da música e destaca o compositor Giovanni Palestrina

No dia 6 de dezembro, das 19h30 às 21h, a Casa Fiat de Cultura realiza o último encontro do ano do projeto Quartas Italianas, que, nesta edição, conta com temas voltados para a história e a cultura de Roma, capital da Itália. A musicista e professora da Fundação Torino Escola Internacional, Clarissa Sodano, apresenta “A música no Renascimento: Palestrina e a Escola Romana”, e destaca o trabalho do compositor Giovanni Pierluigi da Palestrina, que fez carreira em Roma e no Vaticano e é conhecido como mestre da polifonia. A palestra tem entrada gratuita, com espaço sujeito à lotação (200 lugares). A distribuição de senhas começa às 18h30.

Na história da música, o termo “Escola Romana” se refere a uma série de compositores em Roma nos séculos XVI e XVII, da Renascença tardia ao Barroco, que deram relevantes contribuições a gêneros como a ópera, o oratório, a cantata e a música instrumental. O compositor que melhor representa esta Escola é Giovanni Pierluigi da Palestrina, que trabalhou para a Igreja Católica como cantor, compositor e diretor musical em várias capelas e basílicas de Roma e do Vaticano, incluindo a Capela Sistina e a Basílica de São Pedro, e cujas obras foram consideradas por séculos como o modelo ideal de música polifônica, composta por diversas vozes e/ou instrumentos, executados simultaneamente de forma harmônica.

Além de abordar a obra de Giovanni Palestrina, Clarissa Sodano apresentará um panorama dos gêneros e formas musicais do Renascimento Italiano, assim como seus principais compositores, que, neste período, mostraram maior interesse pela música profana, distanciando-se do pensamento predominante na Idade Média, que prezava a música sacra. Diversas peças passaram a ser escritas exclusivamente para instrumentos, usados agora para solos, e não somente como acompanhamento para as vozes. Mesmo assim, as maiores obras musicais renascentistas foram compostas para a Igreja, como foi o caso das composições de Giovanni Palestrina, o que ampliou, consideravelmente, o repertório de música sacra que se conhece hoje.

Desde 2015, o programa Quartas Italianas apresenta palestras gratuitas de especialistas em arte, história, música, cinema e literatura italiana. Mais de duas mil pessoas já participaram da iniciativa. Nesta edição são apresentados temas essenciais que envolvem a cidade de Roma: história, arquitetura e música.

O ciclo de palestras, uma parceria da Casa Fiat de Cultura, da Fundação Torino Escola Internacional e do Consulado da Itália em Belo Horizonte, é uma realização do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e da Casa Fiat de Cultura, com o apoio da Fiat Chrysler Automóveis (FCA), CNH Industrial Capital, Banco Fidis, Fiat Chrysler Finanças, New Holland Construction, Banco Safra, Verde Urbanismo, Circuito Liberdade, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha), Governo de Minas e Governo Federal.

Clarissa Sodano

Professora de Música da Fundação Torino Escola Internacional, Clarissa Sodano é formada em Licenciatura em Música pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), e possui formação musical em piano e violoncelo pela mesma Universidade.

Casa Fiat de Cultura

Há 11 anos, a Casa Fiat de Cultura cumpre importante papel na transformação do cenário cultural mineiro, ao apresentar, em Belo Horizonte, mais de 40 importantes exposições, de renomados artistas brasileiros e internacionais. A grande arte de Caravaggio, Chagall, De Chirico, Rodin, Tarsila do Amaral e outros pôde ser apreciada e discutida de forma gratuita ao longo dos anos, por todos os públicos, de todas as idades e classes sociais.

Sempre com mostras inéditas, a instituição, mantida pelas empresas do Grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e CNH Industrial, desenvolve um Programa Educativo que é peça fundamental nesse trabalho de valorização e de ampliação do conhecimento proporcionado a seu público. Para cada exposição, são idealizados conceitos e temáticas a serem trabalhados em atividades educativas, em um modelo de Ateliê Aberto, que proporciona aos visitantes um espaço de experimentação livre e de participação nos processos do fazer criativo.

Mais de 2 milhões de pessoas já visitaram a Casa Fiat de Cultura, que atualmente integra o Circuito Liberdade de Belo Horizonte, e mais de 300 mil pessoas participaram das atividades educativas. Para cada público, uma abordagem especial é adotada, com o intuito de encantar e transformar, de maneira positiva, o imaginário de cada visitante. É com esse espírito de envolvimento e inclusão que a Casa Fiat de Cultura tornou-se referência no Brasil, por meio da arte e da cultura, ao proporcionar experiências memoráveis ao público.

Quartas Italianas na Casa Fiat de Cultura – 6ª edição

Palestra: A música no Renascimento: Palestrina e a Escola Romana

Professora: Clarissa Sodano, professora de Música da Fundação Torino Escola Internacional

Data: 6 de dezembro

Horário: das 19h30 às 21h

 

Local: Espaço Multiuso da Casa Fiat de Cultura

Entrada gratuita, com espaço sujeito à lotação (200 lugares)

Distribuição de senhas a partir das 18h30

 

Casa Fiat de Cultura

Circuito Liberdade

Praça da Liberdade, 10, Funcionários – BH/MG

Horário de funcionamento: terça a sexta, das 10h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

Informações

(31) 3289-8900

Atividades: A matemática está em tudo

matemática, com tantas definições e aplicações e tão presente na nossa vida cotidiana, é extremamente útil e pode, ao contrário do que muitos pensam, ser prazerosa. Usada como ferramenta essencial em incontáveis áreas do conhecimento humano, como na física, biologia, química, engenharia, economia, administração de negócios, artes, agricultura e até na medicina, exige raciocínio lógico e abstrato.

Durante 3 dias, os alunos da Scuola Media e Superiore vão participar de palestras sobre vários temas interessantes do “mundo” da matemática, abordados de forma leve e divertida, com troca de conhecimento entre os palestrantes e os alunos.

Veja a programação:

28 DE NOVEMBRO

Horário Local Turmas Palestrante Tema
10h30 – 11h00 Auditório III media
I superiore  e II superiore
Ana Rodrigues O uso da tecnologia na matemática
11h00 – 11h30 Auditório III media
I superiore II superiore
Juliano Viana A matemática da inteligência artificial
11h30 – 11h45 Perguntas e Respostas
11h20 – 12h10 Sala IV LSU Márcio Salvato (IBMEC) Matemática na economia
(moeda, câmbio, inflação)

29 DE NOVEMBRO

Horário Local Turmas Palestrante Tema
8h00 – 10h15 Auditório I media Paulo Roberto Cunha História da matemática -Álbum de Figurinhas
10h45 – 13h00 Auditório II media Paulo Roberto Cunha História da matemática – Álbum de Figurinhas
14h00 – 14h35 Auditório II, III, IV Superiore Paulo Márcio Bragança de Mattos (Isvor) Matemática na Engenharia
14h35- 15h10 Auditório II, III, IV Superiore Mauro Arcon Batistic Ciência da Informação
15h10 – 15h30 Perguntas e Respostas

30 DE NOVEMBRO

Horário Local Turmas Palestrante Tema
14h00 – 15h40 Lab. Informática IV Liceo Márcio Cometti Minicurso Explorando as cônicas no software Geogebra -Funções

 

Instruções para o acesso ao Sistema Acadêmico

INSTRUÇÕES PARA ACESSO ONLINE

A Fundação Torino está implantando um novo sistema de gestão educacional – CIAPORTE –  a fim de aprimorar os processos acadêmicos e administrativos.

O novo Sistema Acadêmico permite:

  • retirar a 2ª via de boletos de pagamento e visualizar o extrato financeiro;
  • fazer o download de arquivos, links e conteúdos complementares disponibilizados pelos professores;
  • fazer download de arquivos, links e materiais institucionais disponibilizados pela Escola (comunicados, cardápio do restaurante, manual do aluno, links de eventos);
  • acessar boletins.

 

ACESSO_________________________________________________________________

No portal da Fundação Torino, www.fundacaotorino.com.br , clique na imagem do Sistema Acadêmico.

Digite seus dados de login. Lembramos que o login é equivalente ao número de matrícula do aluno e a senha equivalente ao número do CPF do responsável financeiro, do pai ou da mãe, conforme o usuário escolhido (sem pontos).

 

 

 

FUNÇÕES____________________________________________________________________

MENU SECRETARIA

DESEMPENHO ACADÊMICO

Válido para Scuola Elementare, Media e Superiore

Faça o download do boletim do seu filho.

Como fazer:

Clique no menu Secretaria e, em seguida, no botão Desempenho Acadêmico.  Aguarde um instante, pois o boletim será gerado automaticamente.

Dica: O sistema não abrirá o documento no modo de visualização. O download do boletim será feito em seu dispositivo (celular, computador ou tablet).

EXTRATO FINANCEIRO

Visualize seus boletos e, caso seja necessário, imprima a 2ª via.

Como fazer:

Clique no Menu Secretaria e, em seguida, no botão Extrato Financeiro. A situação financeira daquele período letivo será exibida.

Dica: Caso seu filho também esteja matriculado em algum curso extracurricular, basta clicar na seta abaixo da imagem do perfil (conforme imagem a seguir).

  • Frase da imagem acima: Clique neste botão para baixar a 2ª via do boleto. Os documentos serão disponibilizados para download 15 dias antes do vencimento.

BAIXAR ARQUIVOS

Você poderá baixar materiais complementares às aulas, disponibilizados pelos professores, e também  materiais institucionais, disponibilizados pela Escola.


Como fazer:
Clique no Menu Baixar Arquivos e, em seguida, no botão Materiais Institucionais. Todos os arquivos daquele período serão exibidos.


Dica
:
O Sistema não abrirá o documento no modo de visualização. O download do arquivo selecionado será feito em seu dispositivo (celular,  computador ou tablet).

 

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Escola: 3289-4200.

 

 

Divinas Conversas com Cris Guerra e Anna Cunha

CONTORNOS DA DELICADEZA – PALAVRAS E IMAGENS POR CRIS GUERRA E ANNA CUNHA – no Espaço Cultural Fundação Torino.

No dia 30 de novembro, às 19h30, a Fundação Torino Escola Internacional, em parceria com a Casa FIAT de Cultura, realiza a última edição do ano do Divinas Conversas. Dando continuidade ao ciclo das “Afinidades eletivas – a literatura em diálogo com outras artes e ofícios”, o projeto convida a publicitária e escritora Cris Guerra e a ilustradora e artista plástica Anna Cunha para um bate-papo com o público. O encontro, que acontecerá no auditório do Espaço Cultural da Fundação Torino, é aberto à comunidade, tem entrada gratuita e está sujeita à lotação do espaço (174 lugares).

Com trajetórias profissionais distintas, essas duas artistas talentosas se encontraram na literatura. No próximo Divinas Conversas, Cris Guerra e Anna Cunha estarão juntas, percorrendo com o público os caminhos que as levaram a esse encontro, cujo resultado é “Mãe”, um livro que transborda delicadeza.

O Divinas Conversas é um projeto da Escola Internacional Fundação Torino, que recebe escritores para discussão de temas diversos relacionados à literatura. Iniciado em 2016, o “Divinas Conversas” já contou com a participação dos escritores Marina Colasanti, Geraldo Carneiro, Antonio Prata e João Anzanello Carrascoza.

  

Cris Guerra

Cris Guerra é publicitária, blogueira e escritora. Começou sua trajetória na internet em 2007, escrevendo o blog Para Francisco. O blog virou livro e está sendo adaptado para o cinema. Cris também atua como cronista em diversos veículos de comunicação e muitas de suas crônicas já viraram livros: Que ninguém nos ouça (escrito em parceria com a jornalista Leila Ferreira) e Mãe (ilustrado por Anna Cunha).

Anna Cunha

Anna Cunha é artista plástica, pós graduada em ilustração pela EINA | Escola de Disseny i Art – Universitat Autònoma de Barcelona.  Já atuou profissionalmente em agências de design e ilustrou inúmeros livros para editoras brasileiras e estrangeiras. Ganhadora de diversos e importantes prêmios por suas ilustrações, foi uma das indicadas deste ano para o Prêmio Jabuti, justamente pelo seu trabalho no livro Mãe, escrito por Cris Guerra.

 

Fundação Torino

A Fundação Torino atua como Escola Internacional, da Educação Infantil ao Ensino Médio, regulamentada pelos governos brasileiro e italiano, oferecendo dupla diplomação aos seus alunos. Há 40 anos reconhecida pela consolidada tradição científica e humanística, possibilita o ingresso dos alunos nas mais conceituadas universidades do Brasil e da União Europeia, além de prepará-los para os exames de seleção das melhores universidades das Américas. As ações educacionais da Fundação Torino ultrapassam seus muros, trazendo várias conexões entre temas como literatura, música, arte, esportes, tecnologia, entre outros.

 

 “Divinas Conversas”

Afinidades eletivas – a literatura em diálogo com outras artes e ofícios

Contornos da delicadeza – palavras e imagens por Cris Guerra e Anna Cunha

Dia 30 de novembro, quinta-feira, às 19h30

Auditório do Centro Cultural da Fundação Torino (R. Jornalista Djalma Andrade, 1250 – Belvedere)

Entrada gratuita, sujeita à lotação do espaço (170 lugares).

Confirmação de presença: comunicacao@fundacaotorino.com.br (nome completo e RG)

Biblioteca Viva: Os contadores de história

 A arte de contar histórias é uma prática milenar, que teve seu início nos primórdios da humanidade, por meio da tradição oral. Essa arte do contar e recontar história amplia o universo literário, desperta o interesse pela leitura e estimula a imaginação, através da construção de imagens interiores. Narrar uma história será sempre um exercício de renovação da vida, um encontro com a possibilidade, com o imaginário e, em todo tempo e em todas as circunstâncias, o desafio de construir um final ao gosto de cada leitor/ouvinte.

As crianças, desde cedo, aprendem pelo exemplo e pela afetividade. As histórias trazem nas ações dos personagens e no tom da voz do contador de histórias uma rica experiência e um caminho seguro de aprendizagem. A voz humana transmite muito mais do que simples palavras e conceitos, mas segurança, confiança, afeição, comprometimento e energias essenciais ao desenvolvimento infantil. Através do ouvir e contar histórias, as crianças e os adultos estreitam as relações afetivas, cognitivas e fortalecem valores sociais, culturais, políticos e educacionais.  O ” Contador de histórias” cria um contexto de estudo, organização e pesquisa, muito envolvente para as crianças, contribuindo, assim, para que elas  esforcem-se em todas as etapas desse projeto.  O envolvimento e a participação da família  nas atividades escolares são  considerados  componentes importantes  para  o  desempenho  ideal das  instituições  de  ensino e para  a  segurança da  criança em  seu vida estudantil.

As famílias, para conquistar  a atenção das crianças, utilizam  formas criativas  para contar histórias.  Essa experiência tem sido enriquecedora e divertida para todos que dela participam.