Já sou Fundação Torino - Acesso Exclusivo

Perguntas Frequentes


Encontre aqui as respostas para as perguntas mais frequentes relacionadas aos procedimentos de segurança e prevenção à COVID-19.

As questões foram divididas de acordo com cada público-alvo da escola (alunos, pais e educadores).

Categorias


Clique nos ícones para selecionar a categoria desejada:

Aulas e Atividades
Acesso à escola
Saúde e COVID-19
Medidas de segurança
Máscaras e Sanitizantes
Uniformes e materiais
Almoço e lanches
Espaços da Materna
Outros

Aulas e Atividades

A recomendação é que seja oferecido o ensino híbrido, ou seja, presencial e virtual. A Fundação Torino oferecerá o ensino híbrido até que seja autorizado o retorno totalmente presencial.


Sim. Em um primeiro momento, os professores retornarão à escola e serão capacitados para o uso das novas tecnologias e protocolos de segurança. Em seguida, os alunos poderão retornar e também receberão treinamento sobre os protocolos. Assim como ocorreu na mudança para o modelo virtual, as alterações serão implementadas gradualmente, a fim de facilitar a adaptação de todos.


Não, a escola manterá a mesma plataforma – La mia Scuola – para as aulas on-line. Lembrando que a plataforma Zoom está integrada à nossa plataforma.


Sim, as salas de aula manterão a ventilação natural. Importante salientar que não só as salas de aula, mas todos os ambientes fechados da escola priorizarão a ventilação natural, para garantir a circulação do ar.


As aulas com instrumentos de sopro e canto serão suspensas, aquelas que utilizam instrumentos de percussão, teclado e outros serão realizadas com luvas descartáveis fornecidas pela escola. Será feita a higienização dos instrumentos no início e no fim de cada aula. Além disso, a sala de música será transferida para a área da ginástica artística em função da ventilação e espaço mais amplo.


No primeiro momento, não será oferecido o Horário Integral. A retomada dessa atividade poderá ser realizada posteriormente, após análise da dinâmica do modelo híbrido.


Não serão realizadas atividades extracurriculares. Portanto, feiras, palestras, seminários, competições, campeonatos esportivos e comemorações estarão suspensos neste primeiro momento.


O Espaço Maker não estará aberto neste momento de sistema híbrido, pois o foco da escola é garantir a segurança dos alunos e evitar qualquer situação que possa gerar aglomerações. A retomada dessa atividade poderá ser realizada posteriormente, após análise da dinâmica do modelo híbrido.


Sim. Cada segmento da escola se organizou para oferecer os mesmos conteúdos para os alunos que ficarem em casa, seja pelo escalonamento, por decidirem não voltar antes da vacina, ou por qualquer outro motivo. Em momento oportuno, as famílias serão informadas sobre o modelo de funcionamento híbrido para cada faixa etária.


Cada família poderá fazer sua escolha, ou seja, optar pelo sistema híbrido ou pelo modelo 100% virtual. As salas estão preparadas para receber 100% de alunos, de maneira escalonada. Cada aluno da turma terá sua carteira identificada. Caso ele não frequente as aulas presenciais, sua carteira permanecerá vazia.


A porcentagem de ocupação da escola deverá ser definida pelas autoridades. No entanto, considerando os protocolos de distanciamento em ambientes escolares, é possível receber até 50% dos alunos (da Materna à Superiore) de forma presencial, diariamente, respeitando o distanciamento mínimo de 1,5m (1 metro e meio) entre os alunos e respectivas carteiras. A área para o professor deverá ser delimitada em 2 metros. Todas as salas da Fundação Torino já estão preparadas. 


As atividades de Educação Física poderão ser realizadas de forma coletiva e ao ar livre, sempre com o uso de máscaras. Serão evitadas atividades que necessitem de material compartilhado. O deslocamento dos alunos até as quadras deverá ser acompanhado pelos professores, com o devido distanciamento.


No primeiro momento, não serão oferecidas atividades da Escola de Esportes. A retomada dessas atividades poderá ser realizada posteriormente, após análise da dinâmica do modelo híbrido.


No primeiro momento, não será oferecido o Tempo Pieno. A retomada dessa atividade poderá ser realizada posteriormente, após análise da dinâmica do modelo híbrido.


Sim, serão mantidas. Os computadores serão higienizados após cada aula, permitindo, assim, que os alunos da próxima aula possam utilizá-los dentro dos padrões de higienização recomendados.


Acesso à escola

Haverá um funcionário controlando o acesso dos carros. Na saída do estacionamento, será disponibilizado álcool em gel e as temperaturas serão medidas. O drive thru da Av. de Ligação será interditado no horário de saída, e, na escola Materna, esse serviço não funcionará nem para entrada nem para saída.


Os horários serão escalonados por séries e devem ser rigorosamente cumpridos. A orientação é que os pais/responsáveis aguardem a saída dos alunos na calçada em frente à Fundação Torino, em espaços demarcados. Eles não poderão entrar na escola.


O melhor é evitar o transporte coletivo para diminuir a exposição. Portanto, caso seja possível, o transporte privado é o mais recomendado. No entanto, se não houver outra opção, os responsáveis devem garantir que o transporte escolar esteja seguindo os protocolos básicos para transporte de alunos neste cenário de pandemia.


Não. Nessa primeira fase do retorno, esses espaços estarão fechados.


Sim. Os alunos da Elementare entrarão exclusivamente pelo Centro Cultural, os da Materna manterão sua entrada e os da Media e Superiore ingressarão pela avenida de Ligação. Os horários de entrada serão escalonados a fim de evitar aglomerações nas portarias da escola.


Não, a sala estará fechada. Os responsáveis aguardarão as crianças na portaria da escola, em filas previamente sinalizadas e demarcadas para manter o distanciamento de segurança.


Os pais de alunos não poderão frequentar a escola. As reuniões com coordenadores, professores e secretaria serão mantidas de forma virtual.


O estacionamento da Av. de Ligação poderá ser utilizado por funcionários, porém as vagas estarão restritas. Os funcionários que utilizarem este estacionamento estarão liberados para entrar pela portaria da Av. de Ligação.


Saúde e COVID-19

O período de incubação do coronavírus (intervalo de tempo entre a exposição ao vírus até o início dos sintomas) é de 4 a 14 dias. A maioria das pessoas apresentará os sintomas nos primeiros 7 dias após o contato com alguém infectado.


Todas as famílias serão orientadas a não encaminhar para as atividades presenciais o aluno que pertence a algum grupo de risco. No entanto, esta é uma decisão que deve ser tomada entre a família e o médico que acompanha a criança ou o adolescente.


Caso o aluno apresente sintomas de síndrome gripal, ele deve permanecer em casa por pelo menos 14 dias – conforme orientação da OMS. A mesma recomendação é válida caso ele não apresente sintomas, mas more na mesma casa de uma pessoa que apresentou um quadro de gripe. Além de ele estar com o sistema imunológico mais debilitado, pode estar infectado, mas assintomático, e transmitir a doença a outros. É necessário que os pais comuniquem a suspeita à escola, para que sejam tomadas as medidas necessárias, como o rastreamento daqueles que tiverem contato com o aluno.


Não, os funcionários que fazem parte do grupo de risco não retornarão às atividades presenciais, permanecendo em trabalho remoto até a sua imunização pela vacina. No entanto, funcionários com comorbidades leves, que decidirem voltar para o modelo presencial, poderão fazê-lo, desde que apresentem relatório do médico que os acompanha, autorizando o retorno.


Sim, devem evitar. Alunos com comorbidades como diabetes e hipertensão devem priorizar o ensino remoto. Asma e bronquite leves e controladas não são consideradas fatores de risco aumentado para COVID-19.
Alunos com comorbidades leves, que decidirem voltar para o modelo presencial, poderão fazê-lo, desde que apresentem relatório e autorização do médico que os acompanha.


Eles devem comunicar, imediatamente, a suspeita ou a confirmação da doença à escola, para que se possam realizar os encaminhamentos internos, determinados em decreto municipal. Todas as pessoas que tiveram contato com o aluno infectado devem ser avisadas e colocadas em quarentena.
A fim de mapear quem está ou não apto a comparecer à escola, todos deverão preencher, diariamente, um formulário de autoavaliação de saúde, disponível no aplicativo ClipEscola, antes da chegada ao ambiente escolar


Sim. Caso algum aluno ou professor teste positivo, toda a turma deverá cumprir quarentena de 14 dias.


Segundo especialistas, não se deve condicionar o retorno às aulas à vacinação. Esse condicionamento deve estar relacionado a condições de biossegurança das escolas e aos indicadores epidemiológicos que demostrem que há possibilidade de aulas presenciais com segurança, em especial redução da transmissão da COVID-19 na região, disponibilidade de rede assistencial para possível incremento de casos e capacidade de realizar rastreamento de casos e contatos. Há especialistas que defendem que o processo de imunização da população vai facilitar a volta com menos resistências. Crianças não vão receber a vacina por enquanto. As vacinas não foram testadas até o momento, e é necessário aguardar os testes. A Anvisa liberou as vacinas para maiores de 18 anos. Em caso de dúvida sobre a imunização dos filhos, os pais deverão consultar o pediatra e/ou médico da família.


Medidas de segurança

Sim, todos os alunos serão informados antecipadamente a respeito do procedimento de controle de temperatura. A temperatura corporal será verificada nas portarias da escola (diferentes tecnologias poderão ser utilizadas em diferentes locais). Caso a temperatura seja superior ao parâmetro local (37,4°C), uma aferição adicional com termômetro digital manual será realizada por uma pessoa designada, utilizando EPI apropriado. Caso a medição seja confirmada, o acesso às instalações da Fundação Torino não será permitido. O aluno e os pais receberão as orientações, conforme as diretrizes locais, para as investigações necessárias.


Os horários de intervalo/recreio serão alternados de forma a garantir a redução de alunos nas quadras e nos espaços comuns.


É preciso ensinar ao aluno os cuidados a serem tomados no retorno às aulas. É necessário que ele entenda que as situações não serão como antes e que deverão lavar as mãos com frequência ou higienizá-las com álcool em gel. Devem manter a distância de segurança, usar a máscara o tempo todo e trocá-la sempre que necessário. Não devem tocar a máscara nem o rosto. Não devem dividir copos e objetos de uso pessoal com os colegas.


Da Scuola Elementare à Superiore:
As carteiras estarão identificadas com o nome dos alunos. Cada estudante terá uma carteira fixa com o objetivo de evitar contatos. Será respeitado o distanciamento de 1,5m entre as mesas, cabendo ao professor se responsabilizar pelo cumprimento desse protocolo durante as aulas.

Scuola Materna:
O distanciamento entre as carteiras, identificadas com o nome do aluno, será de 1,5m. As mochilas ficarão em um espaço reservado ao lado de cada um.


Sim, todo o time da Fundação Torino será previamente treinado para o repasse de protocolos essenciais para o retorno presencial seguro. Os funcionários serão divididos por espaços para garantirem a manutenção dos protocolos e o distanciamento social em todas as áreas comuns do ambiente escolar. Os alunos também passarão por capacitação sobre os protocolos e a importância de segui-los.


Os cuidados necessários, quando o aluno voltar para a casa, devem ser: não entrar com os sapatos em casa, tirar máscara e roupas usadas e colocá-las para lavar, tomar banho assim que chegar. As roupas usadas devem ser lavadas, o quanto antes.


Máscaras e Sanitizantes

Sim, será obrigatório o uso de máscaras durante toda a permanência no ambiente escolar e deverá ser observado o tempo das trocas necessária.  De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, recomenda-se o uso de máscaras para as crianças acima de dois anos, com exceção das que usam chupetas. Todos as crianças serão orientadas por um adulto sobre os cuidados que devem ser mantidos.


Todos os alunos deverão chegar à escola com as suas próprias máscaras. Caso algum esqueça a máscara ou não tenha o suficiente para as trocas do dia, a Fundação Torino lhe fornecerá uma descartável e ele será advertido para que isso não ocorra novamente.


Sim, será obrigatório o uso de face shield, além das máscaras.


Sim, o álcool em gel estará disponível em todos os ambientes da escola, tanto nas salas de aula, corredores, banheiros, como em todas as áreas de circulação e ambientes externos como quadras, parquinhos e nos locais de espera dos pais (passeios e estacionamentos). A limpeza dos ambientes será intensificada. Os espaços comuns serão higienizados constantemente durante o período de entrada e saída dos alunos. Os banheiros serão higienizados a cada uma hora e as salas de aula nos horários de intervalos.


Os alunos não precisam usar face shield. O importante é garantia do uso de máscaras, que serão trocadas com a frequência necessária, e a higienização das mãos várias vezes ao dia.  As famílias que quiserem encaminhar seus filhos com mais essa proteção (face shieldpoderão fazê-lomas os alunos serão orientá-los a retirá-la durante as atividades físicas. 


Sim, os professores devem utilizar máscaras e elas devem ser trocadas com maior frequência em decorrência da umidificação pela fala. Máscaras extras, contemplando todo o turno de aulas, devem ser garantidas para a maior segurança de todos.


Sim, a Fundação Torino distribuirá máscaras aos funcionários, que devem utilizá-las em todo o período em que permanecerem no ambiente escolar e no trajeto entre a casa e a escola.


A Anvisa publicou um documento que alerta a população sobre o aumento dos casos de intoxicação por álcool em gel durante a pandemia, principalmente em crianças. A recomendação é lavar as mãos das crianças com água e sabão. O uso do álcool em gel deve ser restrito apenas para as ocasiões em que a lavagem das mãos não for possível, e o produto deve ser mantido fora do alcance dos pequenos entre 1 e 5 anos. Caso a utilização seja necessária, deverá ser feita com supervisão de um responsável.


Uniformes e materiais

A orientação é que os alunos levem apenas os cadernos e livros necessários para o dia de aula, evitando a utilização de acessórios como relógios, colares, laços e outros adornos. O uniforme escolar deve ser trocado e lavado diariamente.


Os brinquedos só poderão ser utilizados de forma individual. Aqueles que não puderem ser higienizados não serão usados.


O melhor é explicar para as crianças sobre a pandemia e a razão pela qual é importante que elas brinquem com seus próprios brinquedos. Durante o período de pandemia, os alunos não estão autorizados a trazer brinquedos de casa.


Não. Os alunos não estão liberados a levar para a escola brinquedos, jogos e demais materiais, que possam ser compartilhados com os colegas.


Os brinquedos deverão ser preferencialmente de material lavável e atóxico (plástico, borracha, acrílico e metal). Objetos de madeira deverão ser recobertos ou não usados. Brinquedos de tecido não serão utilizados. Após o final do intervalo de cada turma que utilizar os brinquedos, será feita a limpeza com produto desinfetante hospitalar e álcool 70%.


Almoço e lanches

Não, o restaurante e as cantinas permanecerão fechados para os alunos. Todos os segmentos escolares só funcionarão em um turno. Importante salientar que a orientação é para que cada um leve o seu lanche individual, evitando inclusive o compartilhamento de utensílios de uso pessoal. Outra possibilidade é a aquisição do kit lanche que será oferecido pela Sodexo e entregue em sala. Será expressamente proibido o compartilhamento de lanches.


Sim, a Sodexo atende a diversas escolas em nível nacional e trabalha com segurança e de acordo com as medidas adotadas em cada um dos estados em que atua.


Espaços da Materna

Sim, poderão ser utilizados, mantendo a utilização exclusiva por turma, com higienização entre uma e outra.


Não, o quarto de dormir estará indisponível. Caso a criança precise dormir no horário da aula, será disponibilizado uma mini cama dentro da própria sala.


Sim, após o uso por uma turma, os triciclos infantis serão cuidadosamente higienizados.


Outros

Sim, os protocolos foram criados por uma equipe interdisciplinar com a assessoria de um médico infectologista e do time de Saúde e Segurança de nossa mantenedora, de maneira a garantir a confiabilidade das medidas adotadas.


O e-mail da comunicação da Fundação Torino comunicacao@fundacaotorino.com.br e o ClipEscola serão os canais de contato com toda a comunidade escolar. Portanto, dúvidas de pais, responsáveis ou alunos poderão ser encaminhadas para esse e-mail.


Para outras dúvidas, entre em contato!

O e-mail da comunicação da Fundação Torino comunicacao@fundacaotorino.com.br e o ClipEscola serão os canais de contato com toda a comunidade escolar. Portanto, dúvidas de pais, responsáveis ou alunos poderão ser encaminhadas para esse e-mail.

ENVIAR EMAIL

Checklist

Não saia de casa sem antes conferir nossa checklist. Listamos os cuidados e procedimentos essenciais para um retorno seguro às atividades presenciais.

CLIQUE AQUI

Protocolos de Saúde e Segurança

Veja outras informações sobre os protocolos de saúde e segurança na prevenção contra o COVID-19.

VOLTAR PARA A PÁGINA PRINCIPAL